segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Brasil é Ouro Paralímpico no Futebol de 5.



Ricardinho chuta e a bola passa sob as pernas do goleiro adversário. Foto: Danilo Borges. Fonte: http://esporte.ig.com.br/olimpiadas/2016-09-17/futebol.html
 
A Seleção Brasileira de futebol de 5 (atletas de deficiência visual) conquistou o tetra ouro paralímpico ao vencer sábado (17/09) no Centro Olímpico de Tênis a Seleção do Irã por 1 a 0. O gol foi marcado por Ricardinho aos 12’ do 1º tempo. Desde que foi instituído na paralimpíada de Atenas em 2004, o Brasil é o único vencedor da competição.

 
Os Campeões Paralímpicos:

Luan, Cássio, Damião, Jefinho, Ricardinho, Tiago Silva, Nonato, Marcos Felipe, Dumbo e Vinicius.

A campanha.

1ª fase de grupos (Grupo A):
Brasil 3 x 1 Marrocos.
Brasil 2 x 0 Turquia.
Brasil 0 x 0 Irã.

2ª fase semifinal:
Brasil 2 x 1 China.

Final:
Brasil 1 x 0 Irã.

sábado, 17 de setembro de 2016

"Era uma vez, uma eleição..."



A eleição para a Presidência do Bonsucesso e Conselheiros está mais uma vez suspensa pela justiça. Então, é aguardar o  sr Desembargador ouvir a Juíza, interventor eleitoral e as chapas para prosseguimento do pleito.




quarta-feira, 14 de setembro de 2016

Domingo, 18/09, tem eleição no Bonsucesso.



No próximo domingo, 18 de setembro, os eleitores do rubro anil da Leopoldina estarão elegendo o Presidente e Conselheiros para o triênio 2015-2016-2017. A eleição que deveria ocorrer em 2014 será realizada agora, se não houver alguma surpresa. Os sócios escolherão entre os candidatos José Ferreira Simões (Zeca Simões)[Chapa Branca] e Ary Amâncio (Chapa Verde). A eleição ocorrerá de 9h às 16h.

Foto: Facebook.
Ary Amâncio (Chapa Verde) foi Presidente do clube de 2002 a 2008. Chegou a Presidência por indicação do ex-presidente Roberto Martins, impossibilitado de concorrer a reeleição. Nesse período sentiu o gosto amargo do pior resultado da história do clube, o rebaixamento à terceira divisão. O único título de sua gestão aconteceu um ano depois do rebaixamento, o título da terceira divisão de profissionais em 2003.


O futebol em sua administração:
2002: Rebaixado para Série C
2003: Campeão da Série C.
2004: Classificação em 9º da Série B.
2005: Classificação em 9º da Série B.
2006: Classificação em 20º da Série B
2007: Classificação em 12º da Série B.
2008: classificação em 19º da Série B.

Foto: Anderson Luiz.
José Ferreira Simões (Chapa Branca) é o atual Presidente. Concorre a reeleição comemorando um feito de 3 anos consecutivos na primeira divisão do futebol carioca (2014, 2015, 2016), É o Presidente com o maior número de participações dos campeonatos de primeira divisão desde 1981, quando começou uma série de rebaixamentos do clube, totalizando cinco edições. O primeiro campeonato na primeira divisão ocorreu em 1993, quando o ex-craque do Santos, Coutinho, comandou a equipe. No final de 2008 retornou a Presidência. Conquistou o título da segunda divisão em 2011, depois de 18 anos fora da elite do futebol carioca. No ano do centenário, 2013, comemorou com os sócios o retorno do Cesso a divisão de elite do futebol carioca.

O futebol em sua administração:
2009: classificação em 8º da Série B.
2010: classificação em 4º da Série B.
2011: Campeão da Série B.
2012: Série A. Rebaixado para Série B.
2013: Ano do centenário, Bonsucesso Campeão da Taça Santos Dumont. Título que credenciou o clube para disputar o triangular final de acesso à Série A 2014. No triangular, Cesso vice campeão.
2014: Série A.
2015: Série A.
2016: Série A.
 
Bom Voto!

domingo, 11 de setembro de 2016

Placar Histórico: Bonsucesso Venceu o Flamengo por 2 x 0 em 11/09/1968.



Jornal Tribuna da Imprensa, 12/09/68.

No dia 11 de setembro de 1968 o Bonsucesso escreveu na história do Maracanã uma superação invejável. O rubro anil da Leopoldina venceu o rubro-negro da Gávea por 2 x 0 em partida válida pela Taça Guanabara (competição independente do Campeonato Carioca, que indicava o Campeão para representar o então Estado da Guanabara para a Taça Brasil). A vitória do Campeão Suburbano mexeu no tabuleiro de xadrez da competição. O xeque-mate (decisão) aconteceu em outra data, mas no dia 11/09/68 o “rei ficou nu”, pois bastava um empate para o Flamengo ser Campeão da TG.

Ubirajara fechou o gol do Cesso. Jornal A Notícia, 12/09/68.

 Gonçalves, autor do 1º gol e Gibira, autor dos passes para os gols, comemoram o “bicho” da vitória. Jornal dos Sports - Coluna Mário Neto - 14/09/68.

Os treinadores de Fla e Cesso. Jornal O Globo, 10/09/68.

As declarações de Velha e jogadores do Cesso após a vitória. Jornal O Globo, 12/09/68.

Ficha Técnica: Flamengo 0 x 2 Bonsucesso.
Competição: Taça Guanabara.
Data e local: 11/09/68 – Estádio Mário Filho (Maracanã).
Renda e público: NCR$ 115.470,00 – 47.821.
Árbitro: Armando Marques.
Gols: Gonçalves (15’ 1ºT), Morais (44’ 2ºT).

Flamengo: Claudinei; Murilo, Guilherme, Onça e Paulo Henrique; Carlinhos, Liminha e Rodrigues; Luis Carlos (Zezinho), Fio e Silva. Técnico: Valter Miráglia.

Bonsucesso: Ubirajara; Luis Carlos, Lumumba, Jurandir e Albérico; Didinho, Fifi (Moisés) e Morais; Gilbert (Jair Pereira), Gibira e Gonçalves. Técnico: Velha.

Fonte: Jornal “A Notícia”, de 12/09/68 (Acervo Marzulo Paladini).

Jornal Tribuna da Imprensa, 12/09/68 (Hemeroteca Digital da Biblioteca Nacional)

quarta-feira, 17 de agosto de 2016

Placar Histórico: Bonsucesso 3 x 2 Botafogo em 11/08/1940.



Jornal Diário Carioca, 13/08/1940.

Surpresa é não acreditar na força suburbana. No dia 11/08/1940 em partida válida para o Campeonato Carioca, o Bonsucesso venceu com autoridade o Botafogo na Teixeira de Castro por 3 x 2. O primeiro tempo terminou com a vitória do Cesso por 1 x 0, gol de Orlandinho.  No início do segundo tempo, Gradim aumenta para o Cesso. Gallego fecha o placar a favor do rubro anil. Os gols do Bota foram marcados por Peracio e Patesko. O árbitro da partida foi o sr Pereira Peixoto.

Francisco, goleiro do Cesso, salta para uma defesa contra o ataque rubro negro. Foto: Jornal Diário Carioca, 09/07/1940.

Formação inicial:

Bonsucesso: Francisco; Salvador e Renganeschi; Arrese, Bibi e Otto; Gallego, Irineu, Gradim, Eunapio e Orlandinho.

Botafogo: Aymoré; Graham Bell e Araraquara; Zezé Procopio, Zezé Moreira e Canalli; Tadique, Zarcy, Paschoal, Peracio e Patesko. 

Fonte: Jornal Diário Carioca (Hemeroteca Digital da Biblioteca Nacional).

Página do Jornal Diário Carioca.